A verdadeira historia de jeff the killer

                              A verdadeira historia de jeff

Jeff era um garoto normal uma vez ele se mudou
para uma nova cidade chegando la foi ver a nova casa
depois disso foi na casa da vizinha para conheçelos
assim que chegou la viu dois garotos brincando 
de cawboy sendo assim jeff ficou olhando
e eles perguntaram quer brincar e a mae de jeff responde por jeff: não ele  ja tem 13 anos ele esta muito grande para brincar e jeff fala a eles 
Go Te Sleep (vai dormir) eles ficaram com medo
e continuaram brincando sendo assim jeff voltou
para casa e no outro dia ele ia a nova escola 
chegando no ponto de onibus 3 meninas  vandalas
puxam um canivete e  falam :passa a grana  
jeff fala não vou e liu seu irmão fala a jeff : jeff de o dinheiro a elas . Jeff  sentiu algo  entrando em seu corpo  como se tivesse ficado possuido  tomou a faca
de uma delas e matou depois disso liu e jeff correram
dali  e jeff foi convidade a  ir a uma festa sexta a noite
ele foi chegando la um bando de garotos começaram
a chingar ele e jeff ficou bravo e um deles jogou
alcool na cara de jeff e os outros 2 colocaram
fogo

no outro dia jeff foi ao medico e o medico disse a sua
mae que ele ia ficar assim com a cara branca sempre
de noite sua mae ouviu um choro no banheiro e ela
foi ver oque era jeff estava cortando sua boca e ela perguntou porque jeff porque ?

e ele respondeu :eu gosto desse sorriso mais gostaria dele assim para sempre dai jeff pegou um isqueiro e
queimou suas palpebras e seu pai xingou jeff
jeff disse Go te slee (vai dormir)  simplesmente 
jeff passou a faca no pescoço dele assim sua mae 
começou a chorar e matou a mae dele tambem
seu irmao liu foi ver ele pulou em cima da sua cama
e gritou go te sleep (vai dormir) e matou seu irmão sendo assim jeff começou sua verdadeira matança




1 comentários:

  1. Diobaby disse...

    posso até concordar com vocês que parte desta historia eu já vi mais nunca pensei que jeff poderia ter sido atacado por vandalos mais meninas vandalas não acredito

Postar um comentário